Porsche XP Private Cup: Paludo e Salles são campeões; Ricardinho e Azevedo ganham o Porsche 718 Spyder zero
15/11/2021 13:25 em TURISMO

Domingo coroa os seis campeões de Sprint: Paludo, Salles, Pizii, Fontanari, Marcondes e Edu Guedes

 

 

 

A jornada final da Porsche XP Private Cup antes da largada da F1 em Interlagos foi um espetáculo digno do principal domingo do automobilismo no Brasil. Com três corridas muito movimentadas, a categoria dos carros de competição mais produzidos no planeta consagrou seus campeões de Sprint em 2021 e viu a dupla Edu Azevedo-Ricardo Maurício triunfar na OAKBERRY All-Star Race 2021 e levar como prêmio um Porsche 718 Spyder zero.

 

A galeria de campeões deste ano é formada por Miguel Paludo (Carrera Cup), Lucas Salles (GT3 Cup), Renan Pizii (Carrera Sport), Ricardo Fontanari (GT3 Sport), Nelson Marcondes (Carrera Trophy) e Edu Guedes (GT3 Trophy).

 

Miguel Paludo foi cerebral desde a largada da corrida final da Carrera Cup para garantir seu sétimo campeonato. Ciente de que o quinto lugar bastaria, o gaúcho não assumiu riscos desnecessários. Ele chegou a avançar para terceiro, mas depois não dividiu a pista do ataque de Alceu Feldmann. Conteve o ímpeto de Werner Neugebauer no fim e garantiu a pontuação necessária depois da aplicação das regras dos descartes.

 

O vencedor da prova, de ponta a ponta e com direito a melhor volta, foi Marçal Müller. O Grand Chelem o impulsionou à condição de maior pontuador da temporada, mas os descartes favoreceram Paludo.

 

Na Carrera Sport a vitória na prova e no campeonato ficou para Renan Pizii. O mesmo aconteceu na Carreta Trophy, em favor de Nelson Marcondes.

 

Lucas Salles correu com o regulamento debaixo do braço para ser campeão. Ciente que os descartes lhe eram amplamente favoráveis, o competidor do #7 foi conservador na largada. Caiu da pole para terceiro lugar, o que bastava para conquistar o título.

 

Nelson Monteiro liderou do início ao fim, controlou a pressão de Raijan Mascarello e repetiu a vitória da véspera. Honrou o vice-campeonato como o maior pontuador da etapa e da temporada.

 

Outro que correu para cumprir tabela foi Ricardo Fontanari, que já entrou na pista inalcançável em pontos no alto da tabela da GT3 Sport. Ele foi segundo na classe atrás de Caio Castro neste domingo, posições invertidas na tabela final de classificação com descartes.

 

Pela classe GT3 Trophy, Bruno Campos ganhou a prova. Edu Guedes foi terceiro e comemorou o campeonato.

 

A próxima etapa da Porsche XP Private Cup é a última de 2021, uma celebração da marca Porsche no Sportscar Together Day em Interlagos, evento que terá a corrida de 500 km válida pela Porsche Endurance Series.

 

 

 

As corridas

 

GT3 Cup

 

O pole Lucas Salles perdeu ação na largada e foi ultrapassado por Nelson Monteiro e Raijan Mascarello. No pelotão intermediário, Leo Sanchez ganhou quatro posições na primeira volta, saltando de 14º para décimo na volta inicial.

 

Na quinta passagem, Mascarello colou em Monteiro pela liderança. Salles vinha tranquilo em terceiro, posição que rendia o título. Em quinto, Caio Castro era o líder na Sport. Em 14º, Bruno Campos liderava na Trophy.

 

Os dois ponteiros vinham alternando voltas mais rápidas pela metade da prova, mas sem emparelhar. Salles em terceiro corria pelo título tranquilo. Cristian Mohr vinha em quarto, seguido por Caio Castro.

 

O pega pelo nono lugar era a briga na volta 13, envolvendo Ayman Darwich e Leo Sanchez. Eles emparelharam durante boa parte do traçado de Interlagos e, no Laranjinha houve contato entre os carros. O egípcio seguiu ileso, mas Leo rodou e caiu para sexto na classe Sport.

 

Na penúltima volta, Caio Castro tomou a quarta posição de Cristian Mohr. A seguir o carro #3 perdeu outras posições, caindo para nono. Lineu Pires herdou a quinta posição no geral e o último lugar no pódio.

 

Mascarello pressionou Monteiro até a bandeirada, mas a vitória ficou com o Porsche #87. Em terceiro, Salles garantiu o título. Castro e Pires completaram o pódio.

 

A vitória na Sport ficou para Castro, vice-campeão atrás de Ricardo Fontanari.

 

Na Trophy a vitória foi de Bruno Campos e o título ficou com Edu Guedes.

 

 

 

 

 

Carrera Cup

 

Müller sustentou a liderança, enquanto Alceu saltou de quarto para segundo na largada. Pedro Aguiar, Miguel Paludo e Werner Neugebauer completavam a zona de pódio. Em sétimo, Fran Lara liderava na Sport. Em 12º, o ponteiro na Trophy era Franco Giaffone.

 

Na volta 4 Feldmann atacou Aguiar e passou, para levar o troco duas curvas depois. Paludo foi ultrapassado por Werner no S do Senna e aplicou o “X” a seguir. Depois Paludo ainda se posicionou bem para passar Feldmann.

 

Na passagem seguinte Cris Piquet e Fran Lara tiveram contato no fim da reta Oposta e os dois rodaram. Pizii então assumiu a liderança na Sport. Em décimo, Nelson Marcondes liderava na Trophy, posição que rendia o campeonato na classe.

 

Na oitava volta, Feldmann passou Paludo no fim reta para retomar o terceiro lugar.

 

Com Müller tranquilo na ponta, as principais batalhas depois da volta 10 eram entre Feldmann e Aguiar pelo segundo lugar e entre Werner e Paludo pelo quarto.

 

Müller ganhou com autoridade, de ponta a ponta. Aguiar, Feldmann, Paludo e Neugebauer completaram o pódio.

 

Em oitavo, Pizii venceu na Sport e conquistou o título. Da mesma forma Nelson Marcondes garantiu o campeonato da Trophy com o décimo lugar.

 

 

 

 

 

OAKBERRY All-Star Race 2021

 

Átila Abreu largou da pole e sustentou a posição na largada. Gabriel Casagrande saltou de quinto para segundo. Renan Guerra avançou de sétimo para terceiro. Guilherme Salas e Ricardo Mauricio completavam o top5 no fim da primeira volta.

 

Logo atrás o pega era intenso envolvendo Danilo Dirani, Cesar Ramos, Diego Nunes, Ricardo Zonta e Gaetano di Mauro –este que havia partido de 18º.

 

Ricardinho assumiu a terceira posição na abertura da volta 4 e logo colou em Casagrande. Átila tinha um respiro na frente. No fim dessa volta o #90 passou o #1 após a Junção e partiu para o ataque ao ponteiro.

 

Na sexta volta, Ricardinho abriu ataque sobre Átila. Ele já havia escalado 11 posições com o carro #90. Passou para liderar na subida da reta principal na sequência. Outro que vinha galgando o pelotão era Cesar Ramos com o #9, aparecendo em terceiro na volta 7.

 

Cesar passou Átila na tomada da Junção na volta 9, então veio o safety-car programado para neutralizar o pelotão.

 

Na relargada Cesar ameaçou Ricardinho, sem feito. Quem avançou foi Barrichello, conquistando o sexto lugar no S do Senna e o quinto na subida do Café.

 

Na volta seguinte, sob aplauso dos torcedores, Rubens passou Casagrande novamente no Café. E a seguir passou Átila no S do Senna.

 

Último colocado no grid, Alan Hellmeister fez valer a vantagem de quatro pneus novos e zero quilo de lastro e já era quinto no 13º giro. Na passagem seguinte ele também passou Átila, que tinha dificuldades em se defender com o carro levando 50kg sem nenhum pneu novo.

 

Na penúltima volta, Sergio Sette Câmara e Danilo Dirani percorreram praticamente meia pista lado a lado em pega pela sexta posição. Logo atrás, Felipe Drugovich passou Gabriel Casagrande.

 

Ricardinho Maurício conseguiu segurar Cesar Ramos até o fim, premiando seu parceiro Edu Azevedo com o Porsche 718 Spyder zero. Barrichello e Hellmeister lutaram pela terceira posição até a bandeirada, recebida à frente por Rubinho por 0.162. Átila completou o top5.

 

No pódio, Edu Azevedo e Ricardinho receberam as chaves do prêmio da corrida, entregues por Dener Pires, promotor da Porsche XP Private Cup, e executivos da Porsche Brasil.

 

 

 

 

 

O que eles disseram:

 

“Foi um ano de alguns imprevistos, liderei boa parte da temporada e em Goiânia cai para a segunda posição com os descartes. Chegamos aqui com o objetivo de ganhar corrida e ser o mais rápido possível. Consegui vencer ontem após perder a pole. Hoje, mesmo fazendo contas a prova foi difícil, tive que me defender para terminar com o título. Ontem as coisas se alinharam e o título ficou na nossa mão. Feliz pelo sétimo título e mais uma vitória em Interlagos.”

 

Miguel Paludo

 

 

 

“Cheguei para a última corrida como líder, depois de um ano muito constante. Infelizmente fui traído pelos bons resultados e tive que descartar mais pontos que eles. Precisava chegar na frente deles para vencer, mas ontem o Miguel venceu e dificultou a jornada, hoje ele precisava me segurar e conseguiu. Pensamento no ano que vem para conseguir o título. Feliz com a boa temporada que tivemos em 2021.”

 

Werner Neugebauer

 

 

 

“Foi um ano bom, eu e o Edu Guedes brigamos bastante ao longo do ano. A vitória dele ontem dificultou as pretensões de título. Fiz minha parte hoje vencendo e podendo comemorar o título junto com ele no pódio da F1. Hoje é aquela sensação de terminar em segundo, mas com gosto de vitória.”

 

Bruno Campos

 

 

 

“Foi muito especial poder voltar a categoria e ainda mais andando bem. Precisei de um tempo para me readaptar ao carro e as pistas. Todos me ajudaram muito no começo, a me superar por conta dos problemas no meu braço, todos me puxaram para cima e não me deixaram desistir. Percebi que podia ser campeão e me dediquei para isso e consegui o campeonato.”

 

Edu Guedes

 

 

 

“Foi sensacional a experiência. Todos esperavam um show de automobilismo. Não esperava esse segundo lugar, largando do fundo do pelotão eu esperava um top6. Foi um formato super assertivo do Dener e da organização da categoria. Estava na mesma condição que o Ricardinho e sabia que nosso ritmo era parecido, não consegui passar ele no começo e ficamos na disputa até o final. Fica a sensação de que poderíamos ter levado o Porsche pra casa, um gostinho de quero mais. Agradeço ao Franco por me permitir andar com ele nessa corrida e ter a chance de correr em Interlagos com o autódromo cheio e na preliminar da F1.”

 

César Ramos

 

 

 

“Sentimentos confusos pelo campeonato de Sprint, nosso desempenho era muito bom para brigarmos pelo título, mas ficamos de mãos atadas nessa etapa, o carro não tinha velocidade e não conseguimos desenvolver todo nosso potencial. Estava muito pronto para levar mais esse título. Parto para o Junior Program com a cabeça boa e em busca de ser o primeiro brasileiro a vencer esse evento.”

 

Enzo Elias

 

 

 

“O Azevedo chegou na 12ª posição e teve a chance de escolher a mesma posição, acabamos optando pela 13ª posição por ganhar um pneu a mais e cinco quilos a menos no carro. Consegui largar bem e me posicionar bem nas tomadas iniciais. Sabia que quem estava na minha frente estava com o equipamento mais deteriorado que o meu. Sabia onde atacar cada um dos adversários analisando as características de cada um deles. Passei um por volta, mas em momentos certeiros e pontos diferentes da pista. Na relargada foi administrar a posição para trazer o carro para casa.”

 

Ricardo Mauricio

 

 

 

“Muita gente boa correndo na OAKBERRY All-Star Race. Foi um espetáculo e as coisas se encaixaram para nós. Foi uma experiência demais, a Porsche Cup surpreendeu e inovou. Muda muito a dinâmica, estratégia, pneu, peso e a decisão sendo feita ali no momento.”

 

Eduardo Azevedo

 

 

 

“Esse carinho do público que esteve comigo por muito tempo na F1 estava bem saudoso pela falta de um brasileiro na F1. Fico feliz em dar um pouco de alegria para eles nesse começo de domingo. Foi uma corrida muito boa, tomei um toque no começo que dificultou as coisas, mas com essa energia vindo das arquibancadas eu fui para cima, sou movido a energia.”

 

Rubens Barrichello

 

 

 

“Concluímos todos nossos objetivos traçados no começo do ano. Conseguimos vencer a Sport, ganhar corrida na geral e marcar a pole no maior grid da história da categoria. agradeço a todos que estiveram comigo nessa temporada por me ajudar a vencer todos os objetivos.”

 

Renan Pizii

 

 

 

“A corrida hoje foi muito difícil, larguei com pneu usado que me tirou o ritmo durante a corrida. A largada no Nelson foi muito boa também. Sabia quantos pontos eu precisava e me concentrei em fazer meu dever de casa para garantir o título.”

 

Lucas Salles

 

 

 

“Uma pena perder o título mesmo sendo o maior pontuador da temporada. Gabaritar a etapa da F1 foi incrível, a sensação é única. Contente com o desempenho em Interlagos, principalmente na segunda corrida. Disputar com o Lucas foi difícil durante o ano todo, acreditei até o fim que poderia ser campeão. Vamos pensar em 2022 e na decisão do Endurance.”

 

Nelson Monteiro

 

 

 

“Foi muito bom, temporada ótima! O Matheus trabalhou bastante comigo aqui e deu resultado conquistando o título no fim do campeonato.”

 

Ricardo Fontanari

 

 

 

“Terminamos o ano feliz com o desempenho. O descarte nos fez perder o título apesar de ser o maior pontuador. Estou feliz com o resultado total do ano e com o desempenho. Pronto para brigar por mais um campeonato em 2022.”

 

Marçal Müller

 

 

 

“Desde o começo do ano na Carrera Cup eu achei que fosse ser mais fácil, perdi muitos pontos com quebras e acidentes. Tiver que ir pro tudo ou nada nas últimas etapas. Consegui um duplo P1 e P2 em Goiânia e em Interlagos. Foi mais difícil do que eu esperava, mas estou muito feliz. Três títulos em três anos na categoria.”

 

Nelson Marcondes

 

 

 

Resultados

GT3 Cup

1. #87 Nelson Monteiro 26:51.560

2. #80 Raijan Mascarello +0.514

3. #7 Lucas Salles +13.353

4. #22 Caio Castro* +16.054

5. #8 Lineu Pires* +18.786

6. #17 Ricardo Fontanari*+22.001

7. #55 Ayman Darwich*+27.051

8. #20 Vina Neves* +28.467

9. #3 Cristian Mohr +30.568

10. #15 Leonardo Sanchez* +34.698

11. #33 Bruno Campos** +39.888

12. #71 Sang Ho Kim** +44.385

13. #9 Edu Guedes** +51.359

14. #14 André Gaidzinski* +64.687

15. #88 Gustavo Farah** +1:00.226

16. #44 Carol Aranha** +1:11.498

17. #12 Edson dos Reis** +1:11.589

18. #32 Paulo Sousa* +1:14.881

19. #45 Paulo Totaro* +1:17.599

20. #29 Guilherme Bottura* +1:18.098

21. #99 Nasser Aboultaif** +1:38.709

22. #11 Marcio Mauro -1 volta

DNF

#50 Ramon Alcaraz*

*Classe Sport

**Classe Trophy

 

Carrera Cup

1. #544. Marçal Müller 27:57.319

2. #20. Pedro Aguiar +3.471

3. #1. Alceu Feldmann +3.824

4. #7. Miguel Paludo +4.657

5. #8. Werner Neugebauer +5.450

6. #73. Enzo Elias +6.138

7. #11. Pedro Boesel +12.272

8. #16. Renan Pizii* +13.491

9. #29. Rodrigo Mello* +15.169

10. #199. Nelson Marcondes** +24.171

11. #100. Urubatan Júnior** +28.893

12. #85. Eduardo Menossi** +35.361

13. #90. Eduardo Azevedo* +40.545

14. #10. Paulo Borges** +47.062

15. #84. Fernando Croce* +52.824

16. #5. Sylvio de Barros** +53.264

17. #88. Georgios Frangulis** +54.384

18. #9. Franco Giaffone** -1 volta

DNF

#80. Rouman Ziemkiewicz*

#19. Cristiano Piquet*

#77. Francisco Horta**

#3. Francisco Lara*

#121. João Barbosa**

*Classe Sport

**Classe Trophy

 

OAKBERRY All-Star Race 2021 – (Em negrito o piloto do segmento 2)

1. #90. Eduardo Azevedo e Ricardo Mauricio

2. #9. Franco Giaffone e Cesar Ramos

3. #11. Pedro Boesel e Rubens Barrichello

4. #3. Francisco Lara e Alan Hellmeister

5. #544. Marçal Müller e Átila Abreu

6. #121. João Barbosa e Sergio Sette Câmara

7. #16. Renan Pizii e Danilo Dirani

8. #85. Eduardo Menossi e Felipe Drugovich

9. #1. Alceu Feldmann e Gabriel Casagrande

10. #199. Nelson Marcondes e Renan Guerra

11. #8. Werner Neugebauer e Ricardo Zonta

12. #84. Fernando Croce e Tony Kanaan

13. #5. Sylvio de Barros e Lucas di Grassi

14. #29. Rodrigo Mello e Nelson Piquet Jr

15. #20. Pedro Aguiar e Guilherme Salas

16. #73. Enzo Elias e Diego Nunes

DNF

#10. Paulo Borges e Gabriel Robe

#88. Georgios Frangulis e Gaetano di Mauro

#7. Miguel Paludo e Dennis Dirani

#77. Francisco Horta e William Freire

#80. Rouman Ziemkiewicz e Thiago Camilo

 

Os campeonatos (pontuação com descartes):

Carrera Cup

1. #7 Miguel Paludo, 176 pontos

2. #544 Marçal Müller, 172

3. #8 Werner Neugebauer, 166

4. #1 Alceu Feldmann, 164

5. #73 Enzo Elias, 153

6. #20 Pedro Aguiar, 130

7. #16 Renan Pizii, 108

8. #11 Pedro Boesel, 108

9. #19 Cristiano Piquet, 75

10. #3 Fran Lara, 70

11. #29 Rodrigo Mello, 59

12. #21 Eloi Khouri, 55

13. #85 Eduardo Menossi, 40

14. #199 Nelson Marcondes, 36

15. #20 Matheus Iorio, 32

16. #80 Rouman Ziemkiewicz, 32

17. #77 Francisco Horta, 31

18. #100 Urubatan Jr., 26

19. #90 Eduardo Azevedo, 25

20. #9 Franco Giaffone, 21

21. #84 Fernando Croce, 16

22. #5 Sylvio de Barros, 10

23. #88 Georgios Frangulis, 8

24. #12 João Barbosa, 6

25. #10 Paulo Borges, 3

26. #15 Léo Sanchez, 0

 

Carrera Cup Sport

1. #16 Renan Pizii, 100 pontos

2. #19 Cristiano Piquet, 83

3. #29 Rodrigo Mello, 67

4. #3 Fran Lara, 59

5. #85 Eduardo Menossi, 44

6. #199 Nelson Marcondes, 43

7. #80 Rouman Ziemkiewicz, 36

8. #77 Francisco Horta, 33

9. #100 Urubatan Jr., 29

10. #90 Eduardo Azevedo, 28

11. #9 Franco Giaffone, 23

12. #84 Fernando Croce, 14

13. #5 Sylvio de Barros, 13

14. #88 Georgios Frangulis, 9

15. #12 João Barbosa, 8

16. #10 Paulo Borges, 4

17. #15 Léo Sanchez, 0

 

Carrera Cup Trophy

1. #199 Nelson Marcondes, 84 pontos

2. #85 Eduardo Menossi, 77

3. #100 Urubatan Jr., 72

4. #77 Francisco Horta, 72

5. #9 Franco Giaffone, 60

6. #88 Georgios Frangulis, 43

7. #12 João Barbosa, 40

8. #5 Sylvio de Barros, 34

9. #10 Paulo Borges, 23

10. #15 Léo Sanchez, 7

 

GT3 Cup

1. #7 Lucas Salles, 180 pontos

2. #87 Nelson Monteiro, 172

3. #80 Raijan Mascarello, 160

4. #3 Christian Mohr, 136

5. #17 Ricardo Fontanari, 118

6. #22 Caio Castro, 111

7. #69 Daniel Corrêa, 103

8. #555 Ayman Darwich, 92

9. #20 Vina Neves, 78

10. #15 Léo Sanchez, 77

11. #11 Márcio Mauro, 70

12. #14 André Gaidzinski, 57

13. #8 Lineu Pires, 51

14. #33 Bruno Campos, 49

15. #9 Edu Guedes, 48

16. #29 Guilherme Bottura, 29

17. #85 Eduardo Menossi, 28

18. #32 Paulo Sousa, 28

19. #45 Paulo Totaro, 26

20. #71 Sang Ho Kim, 25

21. #79 Marcus Peres, 24

22. #79 Lucas Peres, 22

23. #12 Edson dos Reis, 21

24. #88 Gustavo Farah, 16

25. #50 Ramon Alcaraz, 14

26. #99 Nasser Aboultaif, 13

27. #44 Carol Aranha, 8

28. #88 Khayam Ghazzaoui, 4

29. #1 Paulo Borges, 0

 

GT3 Cup Sport

1. #17 Ricardo Fontanari, 89 pontos

2. #22 Caio Castro, 79

3. #555 Ayman Darwich, 58

4. #20 Vina Neves, 55

5. #15 Léo Sanchez, 51

6. #8 Lineu Pires, 36

7. #33 Bruno Campos, 35

8. #14 André Gaidzinski, 35

9. #9 Edu Guedes, 28

10. #79 Marcus Peres, 22

11. #29 Guilherme Bottura, 19

12. #32 Paulo Sousa, 16

13. #85 Eduardo Menossi, 15

14. #12 Edson dos Reis, 13

15. #71 Sang Ho Kim, 13

16. #45 Paulo Totaro, 12

17. #50 Ramon Alcaraz, 7

18. #99 Nasser Aboultaif, 6

19. #88 Gustavo Farah, 3

20. #888 Khayam Ghazzaoui, 1

21. #44 Carol Aranha, 0

#1 Paulo Borges, 0

 

GT3 Cup Trophy

1. #9 Edu Guedes, 88 pontos

2. #33 Bruno Campos, 86

3. #88 Gustavo Farah, 67

4. #71 Sang Ho Kim, 66

5. #12 Edson dos Reis, 63

6. #99 Nasser Aboultaif, 58

7. #44 Carol Aranha, 56

8. #45 Paulo Totaro, 12

9. #888 Khayam Ghazzaoui, 11

 

 

Jornalista responsável: Luis Ferrari

Imagem: Fernanda Freixosa

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!